A VOZ DO POVO OUVIDA EM MINAS GERAIS: CEMIG E COPASA FLEXIBILIZADAS

84

O governo de Minas ouviu o clamor do povo e hoje o governador anunciou medidas importantíssimas para a população.

Para consumidores da tarifa social e microempresas, o fornecimento de água e luz não poderá ser cortado por falta de pagamento e o atraso não irá gerar multas. Para as microempresas afetadas, a Cemig e Copasa vão parcelar os débitos sem juros.  

Notícia boa para começar o dia. Foi justamente o que falei no Fale mais sobre isso na segunda-feira. 

Quero aproveitar e salientar que esse é o meu papel, cobrar de acordo com o interesse da população. População é todo o povo, rico, pobre, funcionário, patrão.

Já parou pra pensar, se a imprensa se calar o que pode acontecer?

Nós votamos em vereadores e deputados para nos representar no município, no estado e federação. Nós votamos em prefeito, governador e presidente para governar a nossa nação. Mas e depois que eles estão lá, quem cobra deles? Você e eu. 

Eu enquanto jornalista cobro, sim, e vou continuar cobrando. Não pense que minha voz é jogada ao vento, pois não é. Depois que falo aqui e solto nas redes sociais, a resposta vem. Alguns me detonam, outros me aplaudem, no final as críticas não me abalam e nem os elogios me iludem. Enquanto eu estiver aqui neste lugar, vou ocupá-lo com dignidade e verdade, cumprindo meu dever. Quem me protege é o Rei do Universo.

Imagina se nós não mostrarmos a você, através dos nossos jornais, o que eles fazem de bom e denunciarmos o que fazem de ruim?  

A profissão de jornalista tem como cliente o cidadão, o leitor, o telespectador. Nesse sentido, o jornalista se obriga — em virtude da qualidade do que vai oferecer — a ouvir, por exemplo, lados distintos que tenham participação numa mesma história. Ouvir todos os envolvidos, buscar a verdade, fazer as perguntas mais incômodas para as suas fontes em nome da busca da verdade é um dever de todo o jornalista. 

Enquanto nós jornalistas insistirmos no jornalismo livre e independente você estará bem informado, sejam notícias boas sejam notícias ruins.  

Por Lilian Camargos