DEPUTADO FÁBIO AVELAR COBRA MEDICAMENTOS QUE ESTÃO EM FALTA E SÃO ESSENCIAIS PARA INTUBAÇÃO DE PACIENTES E SALVAMENTO DE VIDAS

26

Parlamentar se reúne, às pressas, com secretário de estado de saúde para cobrar anestésicos, bloqueadores neuromusculares e sedativos, produtosessenciais para intubar pacientes em estado grave de Covid-19, e outras enfermidades, e que começam a faltar em alguns municípios de Minas Gerais

Na terça-feira (30), o deputado estadual Fábio Avelar esteve com o secretário de Governo de Minas Gerais, Igor Eto, e com o secretário de Estado de Saúde, Fábio Baccheretti, cobrando deles respostas e ações sobre a grave situação da falta de medicamentos, em diversos municípios de Minas Gerais, essenciais para a intubação de pacientes com Covid-19 e outras enfermidades, o conhecido Kit Intubação (anestésicos, bloqueadores neuromusculares e sedativos). “Tão logo fui acionado por prefeitos e cidadãos, de vários municípios, como Nova Serrana, Capelinha, Lagoa da Prata e Divinópolis, entre outros, consegui uma agenda urgente com os secretários de estado, Igor Eto (Governo) e Fábio Baccheretti (Saúde) para tratar desse assunto gravíssimo e sobre a distribuição desses medicamentos, essenciais para salvar vidas e que não poderiam, de jeito nenhum, estarem em falta”, afirma o parlamentar.

De acordo com o secretário de estado de saúde de Minas Gerais, Fábio Baccheretti, em plena pandemia, devido à grande demanda e a uma ação do governo federal, que fez uma requisição administrativa dos medicamentos que fazem parte do Kit Intubação, não permitindo que os governos estaduais conseguissem ter a acesso a eles de forma imediata, como vinha sendo feito, os mesmos estão em falta em Minas Gerais, e em outros estados do Brasil. O secretário ainda informou que, na última segunda-feira (29/3), a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) recebeu novos medicamentos utilizados na sedação de pacientes intubados. No entanto, ainda em quantidade inferior à necessária.

“Houve um grande crescimento do consumo de alguns medicamentos, o kit intubação, durante a pandemia. O mercado tentou se adaptar, mas não vem conseguindo fornecer, de forma constante, aos hospitais. O estado de Minas Gerais conseguiu realizar algumas compras durante esse período, no entanto, agora, o Ministério da Saúde fez uma requisição administrativa dos medicamentos, não permitindo que a gente conseguisse ter a acesso a eles de forma imediata. Na última sexta-feira, recebemos poucos medicamentos, que já estão sendo distribuídos para alguns hospitais. Nos próximos dias, há uma promessa do Ministério da Saúde sobre a distribuição de novos bloqueadores neuromusculares e sedativos, normalização dos estoques e que a partir do dia 15 de abril esse problema não se repita em nosso estado. A secretaria de estado de saúde vem, junto com nossos deputados e nossa área técnica, tentando ser o mais coerente na distribuição para que não haja risco de desassistência nos hospitais de Minas Gerais”.

O deputado Fábio Avelar ainda fala sobre a necessidade e importância, mais do que nunca, da união entre municípios e estados. “Neste momento, precisamos estar unidos. O que importa é salvar vidas, às vezes, temos algumas cidades com estoque desses medicamentos, faço um apelo a elas de direcionar esses remédios para os municípios que já tiveram seus estoques zerados ou que estão em vias de acabar. Vamos unir forças e acreditar no compromisso do governo federal, Ministério da Saúde, de que, dentro de 15 dias esse problema estará solucionado e não mais faltarão medicamentos nos hospitais de Minas Gerais e do Brasil”, lembra o parlamentar.

Além da distribuição de medicamentos, o deputado Fábio Avelar cobrou dos secretários de estado a aceleração da vacinação da população. “Precisamos que todos sejam vacinados o quanto antes para que tenhamos tranquilidade de voltar aos nossos trabalhos e conviver em sociedade, lembrando que as medidas de higienização das mãos, distanciamento físico e uso de máscara devem permanecer por um bom tempo, mesmo por quem já estiver vacinado, até que as pesquisas sejam conclusivas. Aproveito ainda para agradecer a recepção, a disponibilidade e a atenção dos secretários Igor e Fábio, esse último, em especial, por nos passar todas as informações sobre as ações do governo de Minas neste momento tão difícil, de colapso da saúde pública no Brasil. Agradeço, também, ao secretário de saúde por nos garantir que já tomará as devidas providências com relação aos municípios que se encontram em situações mais críticas”, conclui Avelar.

Texto e foto: Assessoria de Comunicação do Deputado Estadual Fábio Avelar

INFORME PUBLICITÁRIO