DIA INTERNACIONAL DA MULHER

43

Dia 08 de março é o Dia Internacional da Mulher, data em que o mundo inteiro se une para homenagear as mulheres.

Mas nem sempre foi assim.

O primeiro Dia Nacional da Mulher foi celebrado em maio de 1908 nos Estados Unidos, quando cerca de 1500 mulheres aderiram a uma manifestação em prol da igualdade econômica e política no país. No ano seguinte, o Partido Socialista dos EUA oficializou a data como sendo 28 de fevereiro, com um protesto que reuniu mais de 3 mil pessoas no centro de Nova York e culminou, em novembro de 1909, em uma longa greve têxtil que fechou quase 500 fábricas americanas.

Em 1910, durante a II Conferência Internacional de Mulheres Socialistas na Dinamarca, uma resolução para a criação de uma data anual para a celebração dos direitos da mulher foi aprovada por mais de cem representantes de 17 países. O objetivo era honrar as lutas femininas e, assim, obter suporte para instituir o sufrágio universal em diversas nações.

Com a Primeira Guerra Mundial (1914-1918) eclodiram ainda mais protestos em todo o mundo. Mas foi em 8 de março de 1917 (23 de fevereiro no calendário Juliano, adotado pela Rússia até então), quando aproximadamente 90 mil operárias manifestaram-se contra o Czar Nicolau II, as más condições de trabalho, a fome e a participação russa na guerra – em um protesto conhecido como “Pão e Paz” – que a data consagrou-se, embora tenha sido oficializada como Dia Internacional da Mulher, apenas em 1921.

Somente mais de 20 anos depois, em 1945, a Organização das Nações Unidas (ONU) assinou o primeiro acordo internacional que afirmava princípios de igualdade entre homens e mulheres. Nos anos 1960, o movimento feminista ganhou corpo, em 1975 comemorou-se oficialmente o Ano Internacional da Mulher e em 1977 o “8 de março” foi reconhecido oficialmente pelas Nações Unidas.

O 8 de março deve ser visto como momento de mobilização para a conquista de direitos e para discutir as discriminações e violências morais, físicas e sexuais ainda sofridas pelas mulheres, impedindo que retrocessos ameacem o que já foi alcançado em diversos países.

Por que 8 de março é o Dia Internacional da Mulher?

O primeiro Dia Nacional da Mulher foi celebrado em maio de 1908 nos Estados Unidos.

As histórias que remetem à criação do Dia Internacional da Mulher alimentam o imaginário de que a data teria surgido a partir de um incêndio em uma fábrica têxtil de Nova York em 1911, quando cerca de 130 operárias morreram carbonizadas. Sem dúvida, o incidente ocorrido em 25 de março daquele ano marcou a trajetória das lutas feministas ao longo do século 20, mas os eventos que levaram à criação da data são bem anteriores a este acontecimento.

Queria que neste dia parássemos para refletir como estamos hoje. No cenário mundial, nacional e local. Mulher é arrimo de família desde sempre. Mulheres sempre serão as mães da sociedade.

Precisamos de políticas públicas que valorizem as mulheres enquanto mães. Por que será que a licença maternidade dura apenas quatro meses, se a OMS- Organização Mundial da Saúde orienta que o filho deve mamar exclusivamente no peito até os seis meses?

Precisamos valorizar as mulheres empreendedoras. As mulheres empreendedoras já somam mais de 30 milhões no Brasil. Só no último ano o empreendedorismo feminino cresceu em 40%, segundo dados da Rede Mulher Empreendedora. Sabe por que? Por que nenhuma mulher suporta ver seus filhos passando fome.

Precisamos valorizar a dona de casa. Se a mulher conseguiu se planejar para ficar em casa cuidando dos filhos, ela não é menos capaz do que a que sai de casa para trabalhar. Ela teve sorte, se organizou melhor, ou simplesmente não tem outra alternativa.

Precisamos parabenizar nossas jovens mulheres que ao invés de se preparar apenas para ser mulher de alguém, está se preparando para ser ela mesma, e alcançar seus sonhos através do estudo e da capacitação.

Parabéns a todas as mulheres. Não importa o que ela faça agora, nem onde esteja esse dia é dela! Dia 08 de março, Dia Internacional da Mulher!

Por Lilian Camargos