ENFERMEIRO RECEBE A PRIMEIRA DOSE DA VACINA CONTRA A COVID-19 EM NOVA SERRANA

599

O enfermeiro Maicon Nonato Ferreira da Silva recebeu, na tarde desta quarta-feira (20), a primeira dose da vacina contra a Covid-19, em Nova Serrana. De acordo com a Prefeitura, o profissional da saúde tem 23 anos, reside na cidade e atua tanto na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) quanto no Hospital São José. Maicon é o único profissional da linha de frente no município que não contraiu o vírus. O prefeito Euzebio Lago, a Secretária de Saúde Glaucia Sbampato e o Diretor da UPA de Nova Serrana Alexandre Corrêa acompanharam a aplicação da primeira dose da vacina contra a Covid-19 na cidade.

Segundo a Prefeitura, primeiramente serão vacinados os trabalhadores que atuam na linha de frente no combate à Covid-19, como os profissionais do Ambulatório-Covid (UPA), Enfermaria-Covid (Hospital São José) e CTI-Covid (Hospital São José). Posterior e gradualmente, todos os demais profissionais de saúde que atuam no município serão vacinados.

As primeiras 400 doses da vacina chegaram à Nova Serrana na manhã desta quarta-feira, e outras 400 doses devem ser enviadas às vésperas da data marcada para a aplicação da segunda dose. Vale lembrar que esta vacina tem indicação de duas doses para completar o esquema vacinal, em um intervalo de 2 a 4 semanas.

A distribuição das doses da vacina é feita pelo Ministério da Saúde (MS) e obedece critérios como o número de pessoas pertencentes aos grupos prioritários, número de profissionais da saúde que atuam no município e de idosos institucionalizados.

De acordo com o MS, a população-alvo da vacinação contra a covid-19 foi priorizada segundo os critérios de exposição à infecção e de maiores riscos para agravamento e óbito pela doença. O escalonamento desses grupos populacionais para vacinação se dará conforme a disponibilidade das doses de vacina.

O cronograma municipal de vacinação de Nova Serrana será definido nas próximas semanas de acordo com a disponibilidade da vacina no estado. Entretanto, o objetivo da primeira etapa da campanha é reduzir a mortalidade causada pelo novo coronavírus e manter o funcionamento da força de trabalho dos serviços de saúde e a manutenção do funcionamento dos serviços essenciais.

No total, o MS destinou 577 mil doses da vacina CoronaVac para o estado de Minas Gerais, das quais 60 mil ficarão na capital mineira e as demais distribuídas entre os demais municípios.