IMPRESSÕES DE ATIVIDADES ESCOLARES NÃO SERÃO MAIS OBRIGATÓRIAS EM NOVA SERRANA APÓS REPERCUSSÃO

93

Ontem falamos mais sobre as aulas remotas nas escolas de Nova Serrana e tivemos o apoio maciço da população.

Tivemos centenas de comentários nas redes sociais e foi unânime a insatisfação dos pais de alunos do município.

Deixa-me relembrar a quem não acompanhou o assunto em destaque. Tenho recebido inúmeras reclamações quanto ao método utilizado pela secretaria de Educação com os alunos da rede municipal. As atividades estão sendo enviadas em grupos de WhatsApp, os pais têm que baixar, imprimir, as crianças respondem, tiram foto e enviam de volta nos grupos. A questão é que os pais estão passando dificuldades financeiras e sem condições para gastar com dados móveis de internet e com cópias  impressas. O dinheiro que os pais têm que gastar para tirar cópia e com crédito em celular, poderiam comprar pão, maçã, bolacha, leite para seus filhos.

E eu levei a reclamação do povo para o prefeito. A resposta foi que as escolas não podem oferecer as atividades impressas devido a Onda Roxa.

Na tarde de ontem, após a grande repercussão do Fale mais sobre isso, recebi um e-mail da Prefeitura dizendo que:

“A Secretaria Municipal de Educação e Cultura de Nova Serrana esclarece que de acordo com a orientação da Secretaria de Estado de Educação (SEE/MG) contida no Memorando Circular nº 32/2021 e com a Deliberação do Comitê Extraordinário Covid-19 do governo do Estado, durante a Onda Roxa, as escolas devem permanecer fechadas, sem atendimento externo nem atividades internas. Dessa forma, a orientação da Secretaria Municipal de Educação é para que os professores da rede municipal desenvolvam atividades com os alunos a serem feitas e respondidas no livro didático, fornecido pela prefeitura, ou por outra maneira em que não haja necessidade de impressão de material, como respostas no caderno, em arquivos digitais ou de forma oral. Por fim, a secretaria reitera sua responsabilidade com a saúde da população e não considera viável colocar a saúde de servidores, alunos e familiares em risco.”

Que bom que a Secretária de Educação e o Prefeito nos ouviu. Eles não irão disponibilizar o material impresso como pedimos, mas pelo menos não irão mais exigir a impressão do material e as crianças poderão responder no livro, no computador, ou até no caderno. Ainda assim precisarão enviar para os grupos e internet aí terá que continuar mantendo.

O problema vai continuar existindo, as aulas remotas não oferecem o aprendizado necessário, e as crianças continuam sendo prejudicadas, mas não há o que ser feito. Enquanto a pandemia estiver matando tanto, é melhor assim.

E eu continuo aqui, para ser a voz dos pais e do povo diante das insatisfações com os órgãos públicos.

Por Lilian Camargos

Foto: Ilustrativa / Internet