INTERIOR DE RESIDÊNCIAS CONTINUA SENDO LOCAL COM MAIOR NÚMERO DE FOCOS DE DENGUE

42

Caixas d’água, cisterna, vasos e bebedouros de animais continuam no topo da lista dos locais onde mais são encontrados focos do mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya.

Isso foi o que revelou o último Levantamento de Índice Rápido de Infestação do Aedes Aegypti (LIRAa) em Nova Serrana. A mostra foi realizada entre os dias 20 e 22 de janeiro por 24 agentes epidemiológicos, que realizaram a identificação dos imóveis e a coleta de amostras de possíveis focos do mosquito.

A pesquisa apontou em Nova Serrana índice de infestação de 6,9%, número menor do que o de janeiro de 2020 (7,7%), porém maior do que o indicado pelo Ministério da Saúde que é 1%.

De acordo com o LIRAa, os recipientes onde mais foram encontrados focos do mosquito são caixas d’água, barril, toneis, cisterna, depósito ao nível do solo para consumo doméstico, vasos, bebedouros, depósito de construção, recipientes de degelo, borracharias, tanques, calhas, lages em desníveis, sanitários em desuso, piscinas não tratadas, flores ornamentais, caixas de passagem  (pias), pneus, lixo, recipientes como garrafas pet e latas, sucatas em pátios, ferros velhos , recicladoras e entulhos.

O Setor de Endemia está planejando a realização de ações como campanhas de “Quintal Limpo”, trabalhos de conscientização de moradores para retirada de entulho dos quintais, reunião com outros setores para novas estratégias, mobilização social, entre outros.  

Texto e Foto: Prefeitura de Nova Serrana