MP PROPÕE AÇÃO CONTRA BABÁ QUE ABRIGAVA CRIANÇAS SEM ESTRUTURA ADEQUADA EM NOVA SERRANA

422

Após o Conselho Tutelar de Nova Serrana receber uma denúncia de que uma pessoa oferecia o serviço de babá e cuidava de 35 crianças de forma precária na casa dela, o Ministério Público (MP) ajuizou uma Ação Civil Pública (ACP) com pedido de liminar, proibindo que ela receba as crianças até que a estrutura do espaço e as condições sejam readequadas.

O Conselho Tutelar informou que fez o papel de fiscalizar e cientificar o Ministério Público para que sejam tomadas as medidas judiciais necessárias. A reportagem não conseguiu falar com a babá, que também não teve a idade divulgada.

O Ministério Público informou que o local onde as 35 crianças são deixadas pelos pais para passar o dia, não tinha estrutura adequada, não apresentava condições de higiene e não tinha capacidade para receber este número de crianças.

O Conselho Tutelar informou que os pais estão cientes da situação da casa da babá, mas que por necessidade de trabalhar, deixavam os filhos no local, alegando ainda que apesar do espaço não ser adequado, ela cuidava bem das crianças. Não foi identificada nenhuma violência contra as crianças e nem maus-tratos, segundo o Conselho Tutelar.

Texto: G1 Centro-Oeste de Minas

Foto: Ilustrativa