NOVA SERRANA PERMANECE POR MAIS UMA SEMANA NA ONDA ROXA DO PROGRAMA MINAS CONSCIENTE

110

Por mais uma semana, Nova Serrana e a macrorregião Oeste permanecem na Onda Roxa do programa Minas Consciente. A decisão do Comitê Extraordinário Covid-19 foi divulgada nessa quarta-feira (7) e vale a partir da próxima segunda-feira (12). 

Durante a reunião, o Comitê decidiu ainda pela suspensão da restrição de circulação de pessoas (toque de recolher) das 20h às 5h e também de encontros familiares. A Onda Roxa é impositiva e sobrepõe as regras determinadas pelas prefeituras.

A região Centro-Oeste, como todo o estado, passou para a Onda Roxa no dia 17 de março. Assim como a região do Triângulo Norte, a macrorregião Triângulo do Sul e as microrregiões de São Gotardo, Montes Claros/Bocaiúva e Taiobeiras avançaram para a Onda Vermelha. As outras 12 macrorregiões permanecem na fase mais restritiva.

Durante a reunião ficou definido que supermercados e padarias terão o horário de funcionamento ampliado até às 22h, para reduzir a circulação de pessoas no pico.

Medidas impostas pela Onda Roxa:

  • Fechamento do comércio não essencial
  • Suspensão de cirurgias eletivas
  • Apoio das forças de segurança
  • Restrição de circulação de pessoas (só poderão sair de casa para atividades essenciais)
  • Toque de recolher das 20h às 5h
  • Proibição de pessoas sem máscara em qualquer espaço
  • Proibição de circulação de pessoas com sintomas de gripe
  • Proibição de reuniões presenciais, inclusive entre parentes que não morem na mesma casa
  • Implantação de barreiras sanitárias de vigilância
  • Fechamento de bares e restaurantes (funcionamento apenas por delivery)
  • Proibição de eventos públicos e privados

Serviços considerados essenciais pelo Minas Consciente:

  • Alimentos, Agropecuária e Agroindústria (excluídos bares e restaurantes);
  • Serviços de Saúde (atendimento, indústrias, veterinárias, etc);
  • Bancos e seguros;
  • Transporte público;
  • Energia, gás, petróleo, combustíveis e derivados;
  • Manutenção de equipamentos e veículos;
  • Construção civil;
  • Indústrias (apenas da cadeia de Atividades Essenciais);
  • Lavanderias;
  • Imprensa;
  • Serviços de TI, dados, imprensa e comunicação;
  • Serviços de interesse público (água, esgoto, funerário, correios etc.).

Com informações do G1 Centro-Oeste de Minas